Faculdade Araguaia 

Núcleo de Estudos sobre o Ensino para a Pessoa com Deficiência - INCLUI

INCLUI - Núcleo de Estudos sobre o Ensino para a Pessoa com Deficiência - Faculdade Araguaia




Chamada de Capítulos para o terceiro volume do livro Inclui (Download)

O INCLUI

O tema da inclusão se faz urgente em nossa sociedade. É fundamental pensar o processo em que todo ser humano possa estar inserido participando plenamente da sociedade e fazendo parte de todas as situações que ele deseja participar com igualdade de condições e direitos.

Pensando essas questões, a Faculdade Araguaia cria o INCLUI - Núcleo de Estudos sobre o Ensino para a Pessoa com Deficiência.

Esse Núcleo tem como objetivo fazer pesquisa sobre o ensino da pessoa com deficiência e dar suporte para a atuação do professor e da escola frente aos desafios da inclusão.

A partir de reuniões e grupos de estudos, pretende-se criar um protocolo de atendimento à pessoa com deficiência e publicações científicas para dar suporte ao trabalho do professor.

A participação no grupo de estudo e reuniões do INCLUI é gratuita e aberta a toda a comunidade.

As reuniões ocorrem no terceiro sábado do mês na Faculdade Araguaia unidade Bueno (av T-10, nº 1047, Setor Bueno, fone: 3274 3161).

Oferecemos também formação para professores e profissionais que atuam na inclusão por meio de uma pós-graduação em Educação Inclusiva vinculada ao INCLUI. Interessados podem ligar na Faculdade Araguaia (62) 3274-3161.

Público alvo

O público alvo é formado por profissionais da educação e da saúde e demais profissionais que se interessem pelo assunto da educação inclusiva.

Informações

Coordenação: Professora Doutora Paola Carloni
Email: inclui@faculdadearaguaia.edu.br

Cronograma 2019/01

16/02 – 09h às 12h: Curso de Formação Continuada de Professores em Educação Inclusiva – (Aberto à toda a comunidade com emissão de certificado) Tema: Como receber um acadêmico/ aluno no TEA (Transtorno do Espectro Autista) – com a professora Mestra Sandra Paro.

16/03 - 09h às 12h: Curso de Formação Continuada de Professores em Educação Inclusiva – (Aberto à toda a comunidade com emissão de certificado) Tema: O Método fônico e a estimulação multissensorial como ferramentas na aquisição de consciência fonêmica para o desenvolvimento da habilidade de leitura – os efeitos da intervenção em uma criança com TEA (Transtorno do Espectro Autista) - com a professora Mestra Sandra Paro.

15/04 – Lançamento do volume II do livro do Inclui: Inclusão, Educação e Sociedade com o tema: Educação Inclusiva e Equidade Social.

18/05 - 09h às 12h : Curso de Formação Continuada de Professores em Educação Inclusiva – (Aberto à toda a comunidade) Tema: O brinquedo como recurso terapêutico e instrumento de aprendizagem – com a professora Mestra Sandra Paro.

Toda quarta pela manhã - Atividades internas dos monitores com estudos e preparação de eventos e atividades ligadas ao Inclui.

- Visitas mensais às escolas com palestras sobre Bullying e Violência na Escola (interessados entrar em contato no e-mail: inclui@faculdadearaguaia.edu.br)*.

*O Inclui está participando de uma grande pesquisa sobre Violência Escolar: discriminação, bullying e responsabilidade vinculado ao CNPQ e coordenado pelo professor Doutor José Leon Crochik da Universidade de São Paulo - USP.

A pesquisa aplicará questionários e fará entrevistas com alunos, professores e coordenadores de oito escolas nas turmas de nonos anos em 18 localidades (no Brasil e em outros países) para investigar os temas propostos na pesquisa. A pesquisa terá duração de três anos. Os pesquisadores e monitores do Inclui estão envolvidos nessa pesquisa e, em breve, junto com os demais pesquisadores trarão parte dos resultados em forma de Seminários e publicações. Ao fim dos três anos, serão elaborados livros, cartilhas, seminários, formações e propostas de políticas públicas para o enfrentamento da violência na escola.

Além do Inclui e da USP, estão na pesquisa 4 universidades internacionais (Universidad Autonoma de Barcelona - Barcelona, Universidade do Minho- Portugal, Universidad Nacional de Avellaneda - Argentina e Universidad Autonoma del México - México) e outras doze universidades federais e estaduais e faculdades brasileiras (Universidade do Estado da Bahia; Universidade Estadual de Londrina; Universidade Estadual de Maringá; Faculdade Alfredo Nasser – Unifan; Universidade Federal de Alfenas; Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; Universidade Federal de Roraima; Universidade Federal de São Paulo/ Campus Guarulhos; Universidade Federal de Sergipe; Universidade Federal do Pará/ Campus Altamira; Universidade Federal do Pará/ Campus Belém; Universidade Federal do Rio de Janeiro e Universidade Federal Fluminense).