Faculdade Araguaia 

GRADUAÇÃO

Engenharia Agronômica


O curso de Engenharia Agronômica da Faculdade Araguaia tem como principal compromisso formar profissionais com qualificações, competências e habilidades que respondam às transformações constantes e crescentes das necessidades humanas no processo educativo em uma sociedade que, a cada dia se moderniza. Esses profissionais terão um perfil voltado para a garantia de produtividade agropecuária, visando à manutenção da biodiversidade vegetal e animal que compõe o Cerrado, mas também está presente em todos os Biomas brasileiros, e o uso sustentável dos recursos naturais.

PORTARIA Nº 12 DE 27/01/2016
Coordenador:Profª Drª Ressiliane Ribeiro Prata Alonso
E-mail: coord.engagro@faculdadearaguaia.edu.br

MATRIZ CURRICULAR

Ingressantes a partir de 2016/01
  DISCIPLINAS DO 1º PERÍODO CARGA HORÁRIA
INTRODUÇÃO À AGRONOMIA 36
CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I 72
METODOLOGIA CIENTÍFICA 36
QUÍMICA GERAL E ANALÍTICA 72
DESENHO APLICADO À ENGENHARIA 36
BIOLOGIA CELULAR 72
CARGA HORÁRIA TOTAL - 1º PERÍODO 324h
 
  DISCIPLINAS DO 2º PERÍODO CARGA HORÁRIA
QUÍMICA ORGÂNICA APLICADA 36
ÁLGEBRA LINEAR 36
MORFOLOGIA E TAXONOMIA VEGETAL 72
ZOOLOGIA GERAL 72
FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL I 72
HIDROLOGIA 36
INFORMÁTICA APLICADA À ENGENHARIA 36
CARGA HORÁRIA TOTAL - 2º PERÍODO 360h
 
  DISCIPLINAS DO 3º PERÍODO CARGA HORÁRIA
ANATOMIA VEGETAL 72
HIDRÁULICA 72
BIOQUÍMICA 72
FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II 72
CIÊNCIAS DO SOLO 72
CARGA HORÁRIA TOTAL - 3º PERÍODO 360h
 
  DISCIPLINAS DO 4º PERÍODO CARGA HORÁRIA
AGROMETEOROLOGIA E CLIMATOLOGIA 72
SOCIOLOGIA 36
TOPOGRAFIA 72
EXPERIMENTAÇÃO E ESTATÍSTICA 72
CONSTITUIÇÃO, PROPRIEDADES E CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS 72
MICROBIOLOGIA 72
CARGA HORÁRIA TOTAL - 4º PERÍODO 396h
 
  DISCIPLINAS DO 5º PERÍODO CARGA HORÁRIA
GENÉTICA 72
FISIOLOGIA VEGETAL 72
MÁQUINAS, MOTORES E MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA 36
NUTRIÇÃO DE PLANTAS E ADUBAÇÃO 72
GESTÃO DO AGRONEGÓCIO 72
ECOLOGIA GERAL 36
CARGA HORÁRIA TOTAL - 5º PERÍODO 360h
 
  DISCIPLINAS DO 6º PERÍODO CARGA HORÁRIA
CONSTRUÇÕES RURAIS 72
GEOPROCESSAMENTO I 36
ENTOMOLOGIA GERAL 36
NUTRIÇÃO ANIMAL E FORRAGICULTURA 72
FITOPATOLOGIA 72
PLANEJAMENTO E GESTÃO NA AGRICULTURA FAMILIAR 36
ANATOMIA, FISIOLOGIA E HIGIENE ANIMAL 36
CARGA HORÁRIA TOTAL - 6º PERÍODO 360h
 
  DISCIPLINAS DO 7º PERÍODO CARGA HORÁRIA
CONSERVAÇÃO E MANEJO DO SOLO 72
MELHORAMENTO VEGETAL 72
ECONOMIA RURAL 36
PRODUÇÃO E TECNOLOGIA DE SEMENTES 72
ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 36
FRUTICULTURA 72
CARGA HORÁRIA TOTAL - 7º PERÍODO 360h
 
  DISCIPLINAS DO 8º PERÍODO CARGA HORÁRIA
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E EMPREENDEDORISMO 72
IRRIGAÇÃO E DRENAGEM 72
FITOTECNIA I 72
ENTOMOLOGIA AGRÍCOLA 72
MANEJO NA PRODUÇÃO ANIMAL I 36
MELHORAMENTO ANIMAL 36
ESTÁGIO SUPERVISIONADO II 72
CARGA HORÁRIA TOTAL - 8º PERÍODO 396h
  DISCIPLINAS DO 9º PERÍODO CARGA HORÁRIA
MANEJO NA PRODUÇÃO ANIMAL II 72
FITOTECNIA II 72
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I 36
PROPAGAÇÃO DE PLANTAS 72
OPTATIVA I 36
MANEJO E PRODUÇÃO FLORESTAL 36
ESTÁGIO SUPERVISIONADO III 72
CARGA HORÁRIA TOTAL - 9º PERÍODO 396h
  DISCIPLINAS DO 10º PERÍODO CARGA HORÁRIA
EXTENSÃO E DESENVOLVIMENTO RURAL 36
ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL 72
TECNOLOGIA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS 36
OPTATIVA II 36
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO II 72
CARGA HORÁRIA TOTAL - 10º PERÍODO 252h
  CARGA HORÁRIA TOTAL DE AULAS 3564h
ATIVIDADES COMPLEMENTARES 100h
 CARGA HORÁRIA TOTAL DO CURSO 3664h

PERFIL DO EGRESSO

Para a definição do perfil do profissional a ser formado em Engenharia Agronômica pela Faculdade Araguaia, foram utilizados parâmetros educacionais e legislativos, que apresentam as competências e habilidades do engenheiro agrônomo; parâmetros locais, nacionais e mundiais, de produtividade agropecuária; parâmetros de formação científica, para a adequação dos profissionais frente à pesquisa e extensão; à visão empreendedora, frente ao crescimento do agronegócio; ao aperfeiçoamento no desenvolvimento de práticas sustentáveis, para atuação no tripé, sociedade/economia/meio ambiente; fazendo com que seja este profissional, trabalhador com pensamento interpretativo e analítico na sobreposição das problemáticas que poderão atender.

As intenções acadêmicas, para com o profissional agrônomo, egresso da Faculdade Araguaia, inicia com seu ingresso no curso, mas está muito além da sua graduação, já que a Instituição promove ideais aos seus estudantes, a respeito da importância da formação continuada, do aperfeiçoamento, da pós-graduação, para a melhoria do exercício de sua profissão.

Dessa forma, a matriz do curso de Engenharia Agronômica foi composta por disciplinas, que garantam a coexistência de relações entre teoria e prática, e que desenvolvam a capacidade do estudante de interagir com as estruturas que impõem o desenvolvimento do setor agropecuário, não somente local e regional, mas global, podendo o agrônomo atuar em sua totalidade para com um mundo de contextos históricos-sociais, econômicos, na introdução de técnicas e procedimentos inovadores, visando a aplicabilidade de sua competência que lhe permita maximizar as informações do meio, e encontrar o melhor caminho no desenvolvimento técnico e solução das adversidades. Além disso, caberá ao profissional agrônomo trabalhar com as variáveis de cada situação alocada no campo, devendo assim agir de maneira flexível e adaptativa visando aprimorar sua gênese crítica e criativa.

CAMPO DE ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL

Direcionando o enfoque à fiscalização do exercício profissional das diferentes modalidades de Engenharia, o Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CONFEA, define as seguintes atividades profissionais descritas na Resolução No 1.010/2005 - CONFEA:

Gestão, supervisão, coordenação e orientação técnica;
Coleta de dados, estudo, planejamento, projeto e especificação;
Estudo de viabilidade técnico-econômica e ambiental;
Assistência, assessoria e consultoria;
Direção de obra ou serviço técnico;
Vistoria, perícia, avaliação, monitoramento, laudo, parecer técnico, auditoria, arbitragem;
Desempenho de cargo ou função técnica;
Treinamento, ensino, pesquisa, desenvolvimento, análise, experimentação, ensaio, divulgação técnica, extensão;
Elaboração de orçamento;
Padronização do controle de qualidade;
Fiscalização de obra ou serviço técnico;
Produção técnica e especializada;
Condução de serviço técnico;
Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção;
Execução de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção;
Operação, manutenção de equipamento ou instalação; e execução de desenho técnico.

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

O Trabalho de Conclusão de Curso é uma das características fundamentais nos cursos de graduação que contribui para aquisição e sistematização dos conhecimentos científicos e de pesquisa por parte do corpo discente. Dada a importância desse processo serão incluídos no regulamento de TCC da Faculdade Araguaia as seguintes modalidades: monografia, projeto de iniciação científica ou artigo científico, relacionados com as áreas de formação, visando o atendimento ao curso de Engenharia Agronômica. Para dimensionar as condições de formação profissional e agregar valores estabeleceremos as linhas de formação com vistas a contribuir para a continuidade dos estudos do discente em pós-graduação. O discente ao elaborar seu projeto de pesquisa na disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso I poderá escolher de acordo com a sua preferência, uma das linhas de formação abaixo descritas, com o objetivo de aprofundar seus conhecimentos no curso de Engenharia Agronômica:

a) Linha de formação em Produção Vegetal: estudo de métodos de cultivo que propiciem às grandes culturas, forrageiras e hortaliças, melhor produtividade, manejo adequado dos recursos naturais, resgate da diversidade genética e melhoramento vegetal.

b) Linha de formação em Empreendedorismo, Agronegócio e Economia Rural: estudos financeiros do mercado agropecuário, e economia local e regional na comercialização de produtos, insumos e matéria-prima agrícola.

c) Linha de formação em Produção Pecuária: estudos de manejo, reprodução e melhoramento animal, formação de pastagens, conservação de forragens e construção de currais, estábulos e silos.

d) Linha de formação em Mecanização Agrícola, Manejo e Conservação do Solo e da Água: estudos do uso de máquinas e implementos agrícolas, além da avaliação de tecnologias de manejo e conservação dos solos, por meio do uso eficiente de máquinas, fertilizantes, corretivos e da nutrição de plantas. Integra ainda o uso racional da água em sistemas de irrigação e a investigação do uso de resíduos agrícolas e, ou, industriais em sistemas de produção na agropecuária.

De acordo com a matriz curricular, o discente cursará do Trabalho de Conclusão de Curso I (TCC I) no 9º período, o qual será orientado por um professor do quadro docente na elaboração do seu Projeto de Pesquisa. Elaborado de acordo com as normas internas para a confecção de Trabalhos Acadêmicos – Modalidade Projeto de Pesquisa. No 10º período o discente matriculado na disciplina de Trabalho de conclusão de Curso II (TCC II) será orientado a desenvolver a prática estabelecida no Projeto de Pesquisa traçado durante a disciplina TCCI. A avaliação do TCCII será realizada através de 01 (uma) única nota, dada após a entrega do trabalho definitivo, sendo considerada a nota prevista neste PPC. A carga horária prevista para o TCCI é de 36 horas, e para o TCCII é 72 horas, totalizando 108 horas. Sendo que as 72 horas estipuladas para o TCCII, são divididas entre a orientação, pesquisa bibliográfica, pesquisa de campo, entre outras atividades estabelecidas no Projeto de Pesquisa. O TCC será elaborado individualmente e será defendido perante uma banca examinadora.

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

A carga horária do estágio supervisionado para o curso de graduação em Engenharia Agronômica da Faculdade Araguaia terá sua duração de acordo com o Projeto Pedagógico do Curso, a ser realizado no 7º, 8º e 9º períodos, com denominação de Estágio Supervisionado I (36horas), Estágio Supervisionado II (72horas) e Estágio Supervisionado III (72 horas). No estágio supervisionado, a carga horária a ser cumprida, compatível com a jornada escolar do estagiário, deve observar o máximo de 6 (seis) horas diárias, perfazendo de 30 (trinta) horas semanais, salvo nos casos de cursos que utilizam períodos alternados entre teoria e prática em que não estão programadas aulas presenciais: nesses últimos casos, a jornada semanal do estágio não poderá ser superior a 40 (quarenta) horas semanais, ajustadas de acordo com o termo de compromisso a ser firmado entre as partes.

CORPO DOCENTE

Aline Assis Cardoso

Fernando Ernesto Ucker

Glaucia Machado Mesquita

Ressiliane Ribeiro Prata Alonso

Ricardo Neves Guimarães

Thiago Lívio Pessoa Oliveira de Souza

FAZENDA EXPERIMENTAL MORRO FEIO

A FAZENDA EXPERIMENTAL MORRO FEIO foi criada com o objetivo central de promover o ensino, a pesquisa e a extensão pelo contato direto do discente com a prática de campo. Somando conhecimento e disponibilizando um espaço Institucional que valorize as pesquisas acadêmicas colaborando para base científica do futuro profissional. Além disso, as práticas exercidas serão realizadas concomitante com a sociedade em si, articulando o acesso de cada cidadão aos saberes gerados pelo ensino superior. Localizada no Município de Hidrolândia (GO) a Unidade possui uma área de aproximadamente 100 ha. Com localização próxima à Unidade de Conservação Serra do Morro Feio. Destaca-se nessa região fitofisionomias diversas no Cerrado Sensu Latu, considerado um dos Biomas Brasileiros mais ameaçado.

Assim, é papel da Faculdade Araguaia contribuir pela sua preservação, em defesa a esse patrimônio inigualável para o estado de Goiás. A Unidade conta de infraestrutura de apoio com sala de aula e outras dependências didáticas. As atividades ali desenvolvidas visam à possibilidade de atuação prática aos alunos da Faculdade Araguaia, em especial dos Cursos de Ciências Biológicas, Engenharia Ambiental e Engenharia Agronômica. Inovadora por conceitos e estruturas, a Fazenda garante dessa forma a evolução e a participação acadêmica em sua plenitude.